20 fev 18

Claudia Grande do Projeto 60 anos e suas inspirações

Claudia Grande do Projeto 60 anos e suas inspirações

Como blogueira 50 bem mais, eu sei como é difícil fazer um blog e manter as redes atualizadas para esse público. Afinal, são mulheres pouco vistas na sociedade. Claudia Grande é uma das blogueiras que atualmente mais admiro, e comanda o Projeto 60 anos com muita maestria. Ela se mostra como é, com coragem e por isso a admiro tanto! Consegui entrevistá-la e publico aqui suas visões inspiradoras.

Nova mulher de 60

claudia grande projeto 60 anos

AnaSuil – Você acha que a sociedade está preparada para receber a nova mulher de 60? Estamos no caminho para diminuir esta invisibilidade?

Claudia – Estamos começando um movimento para deixar a inviabilidade, com páginas como a do Projeto 60 anos e outras. É um movimento ainda pequeno, mas com um engajamento enorme, com pessoas com forte opinião e que reivindicam com autoridade. Então, vejo que muito em breve mudaremos este pensamento tacanho de que gente velha é gente inútil. Eu sempre pergunto: maiores de 60 dirigem o mundo e não estão aptos a dirigir empresas?

Quantos presidentes de países são maiores de 60? Eles podem, mas trabalhar em empresas não? Alguém pode me explicar? Será que quem vota é mais esperto do que quem contrata? Afinal, o que é ser velho? Só no Brasil já somos mais de 23 milhões de pessoas com mais de 60 anos.Cada dia que passa envelhecemos com mais saúde e essa é a mudança principal que eu vejo por aí.

Diversão

AnaSuil – O turismo já está se preparando, mas e o entretenimento? Até hoje em todas as festas vejo que o play list dos anos 80 é a hora em que as pessoas mais dançam e se divertem. Esta foi a nossa play list, no entanto vejo que existem espaços abertos para diversos tipos de público e para nós além do teatro vejo apenas os restaurantes, muitas vezes pouco indicados, porque precisamos manter a forma.

Claudia – Descobriram há pouco tempo que somos um público enorme, que adora se divertir e sair. Vejo cada vez ofertas de serviços de acompanhantes, professores de dança, transportes para mais velhos, turismo e isso é um sinônimo de que existe demanda sim para oferta de  entretenimento.Nós mesmo temos encontros com danças, teatros, cinemas, visitas a museus, passeios de trens, navios, tudo isso regado a musicas atuais misturadas as dos 70 e 80. Quanto mais procura tem, mais ofertas.

Claudia grande do projeto 60 anos

Dança

AnaSuil – Você criou grupos de viagens. Pensa em criar grupos para diferentes cursos como dança por exemplo? E aqui não me refiro à dança de salão e sim dança contemporânea, jazz, etc

Claudia – Você está me dando uma boa ideia, gostaria muito, mas preciso crescer com calma. Quanto mais coisas eu invento, menos tempo tenho e afinal, já fui empresária com centenas de funcionários e hoje quero fazer tudo com calma e do tamanho que não me torne escrava dos meus compromissos. Gosto de viajar , namorar, passear, descansar e se inventar muita moda ficarei sem tempo de curtir minha maturidade deliciosa.

Voternidade

AnaSuil – Fale um pouco sobre a voternidade em tempos modernos.

Claudia – Eu sou a nova avó. Tenho 4 filhos e por enquanto só 5 netos. Adoro esta grande família, mas sou presente na medida do possível. Pensei que seria aquela avó como as minhas, que ficavam em casa e tinham todo o tempo disponível para os netos e os filhos caso precisassem. Mas me pego tendo que planejar minhas visitas aos filhos e as deles na minha casa , já que vivo minha vida com  plenitude e alegria sem depender deles. Adoro nossos encontros familiares e a cada viagem me reúno com eles quando volto, contando no jantar o que aconteceu e fiz, com comidas dos lugares que visitei e algumas bebidas ou temperos ou azeites.

Assim, substituo os slides e fotos que não interessam a eles com relatos gostosos e divertidos dos dias que passei fora. Dou palpite nas roupas das filhas e netas, recebo minha família uma vez por semana para jantar e se posso, sou o apoio se precisam sair e não tem com quem deixar. É sempre um prazer ser avó, mas não em tempo integral. Já criei meus 4 filhos e agora eles precisam criar os deles. Brinco que com tantos afazeres, nós nos colocamos nas nuvens e quando precisamos nos baixamos e depois subimos de novo. Assim cabe tudo na nossa vida. Fazemos isto sem ninguém achar que está sendo abandonado.Tempos modernos, avós descolados e interessantes. Não somos mais audiência para a solidão.

Moda

AnaSuil – Como você enxerga a moda para nós nesta fase da vida? Eu tenho muitas dificuldades e já escrevi sobre isso. Gostaria de saber sua visão.

Claudia – Moda é bom senso e elegância é conforto. Vejo muita gente se matando de remorso por não conseguir mais perder peso fácil na nossa idade e sem sair por não se achar bem-vestida. Primeiro eu acredito que temos que adaptar a moda ao nosso corpo e não nosso corpo a moda que tem por aí. Cada vez mais usamos a moda feita para qualquer idade, mas pelos tamanhos temos alguma dificuldade. Sou grande e alta e aos poucos fui achando lojas que me vestem, com roupas básicas para eu poder usar várias vezes ,trocando acessórios para mudar o look.

Como viajo muito escolho roupas práticas e leves e hoje confesso que sou uma privilegiada já que tenho um olhar apurado e acho muitas roupas bacanas para usar, mesmo usando 50. Compro roupas largas, que não me marcam, uso sapatos modernos que me deixam com visual mais jovem, bijoux descolada já que aboli as joias e não tenho mais tantas preocupações com o que os outros vão achar de como eu estou vestida. Sou tranquila. O que eu aconselho é bom senso no decote, juízo no comprimento e nada de roupa que marque nossas gordurinhas e que te deixe sem conseguir sentar ou andar com elegância e conforto.Salto alto ….bom….uso cada vez menos e em ocasiões especiais se não me incomodar muito.

“Gerontolescentes” e menopausa

AnaSuil – Atualmente o mundo e a sociedade conhecem e reconhecem a TPM.  Eu sempre disse que para mim a menopausa era uma adolescência, por conta de fatores hormonais e da pressa em viver com intensidade tudo o que não foi vivido até aqui. O Dr. Alexandre Kalache especialista em envelhecimento criou o termo “gerontolescente”, definição fantástica que ele dá para este momento da mulher. Você acha que já estamos no caminho de sermos vistas para uma vida social sem preconceitos? Se não, será mais uma luta para a nossa geração?

Claudia – Sabe que eu senti muito pouco minha menopausa?! Tive câncer e tomei anti-hormônio. Aqueles calores horríveis foram escassos e suportáveis. Nós mulheres sofremos por causa dos hormônios mas também vejo pessoas ativas, que ainda trabalham, passando esta fase com mais serenidade, o que me faz crer que esta etapa da vida vem junto com problemas de solidão, falta de projetos e ninhos vazios de ex- e de filhos. Viajar pode ser um grande remédio e se reunir com amigas semanalmente para um sorvete ou um vinho,alivia muito esta TPM.

Não me lembro de em nossas reuniões femininas alguém reclamar muito disso. O preconceito está aí para ser combatido com gente interessante, com pessoas ativas, alegres, donas da própria vida e conscientes do seu valor. Como não querer ficar perto e conviver com para quem é interessante, divertida, cheia de histórias gostosas para contar, cheirosa, com estilo próprio, com projetos que podem ser sociais, com um bom filme para sugerir, um bom livro para me emprestar, com notícias para contar, com opinião para discutir e por aí vai….velho chato foi moço chato…

Mulher na terceira idade

AnaSuil – Você acha que a mulher lida melhor com a chegada da terceira idade? Eu também acharia se a cobrança para nós não fosse tão pesada e esmagadoramente injusta em relação aos homens.

Claudia – Quem cobra da mulher é a própria mulher. Coitados dos homens. Eles são os que menos importam quando o assunto é beleza e moda. Os homens , acredito eu, ficam tão apagadinhos quando envelhecem, sendo cuidados e paparicados por nós mulheres, tão preservados no seu mundo, com a gente dominando a casa, os espaços, a família como sempre. Eu só vejo mulheres decidindo para onde querem viajar e se eles não querem ir juntos elas vão só e se divertem muito. Se eles gostam de ficar em casa elas saem.

Fazem cursos, se informam, estudam, conversam na rua com as outras mulheres e trocam opinião. Se aconselham, fazem compras, ficam muito nas redes sociais e se divertem. Cuidam dos assuntos da família e fazem o dia mais dinâmico. Eu nunca vejo turma de homens viajando sozinhos. Nunca vejo turma de homens indo a teatros e cinemas e nem em aulas de natação, pilates, yoga, ginásticas,etc…Se vão são as mulheres que levam. Sim, nós realmente lidamos melhor do que eles. Esse assunto me interessou tanto que farei uma pesquisa para a minha página Projeto 60 anos, para saber mais sobre os homens na nossa idade.

Claudia grande

Make-up 50 Bem +

AnaSuil – O meu próximo projeto para as minhas lojas de especializadas em perfumaria é criar  grupos de aula de make-up para as mulheres da nossa geração, com apoio de algumas marcas da alta perfumaria e seus especialistas. Acha que as mulheres sentem falta de ter algo assim à disposição?

Claudia – Com certeza. Eu também te sugeriria uma prateleira ou um espaço voltado para +60. Eu se fosse na sua loja iria diretamente para um lugar deste com fotos de mulheres lindas da minha idade nas paredes, com maquiagens que disfarçassem minhas imperfeições, cremes  anti-idade para rostos e cabelos, shampoos para queda e para deixar os cabelos mais loiros e os grisalhos mais bonitos e alguém , da minha idade, para me ajudar a ficar bonita com os produtos oferecidos, com classe e sem exageros. Não acredito que mocinhas saibam o que fica bem para mim. Enfim, eu me sentiria especial e com certeza sua loja seria uma referência para este público que precisa de cuidados e produtos tão pouco divulgados.

Novidades de perfumes, cremes, maquiagens, voltadas para esta faixa etária… nunca vi expostos juntos e você seria uma pioneira, se pensasse em nós como suas clientes preferenciais. Afinal, adoramos ficar bonitas e bem arrumadas em todas as idades e a velhice com certeza não é um impeditivo para ser bela. A tristeza e a falta de projeto  fazem as pessoas envelhecem muito feias mas nada que uma boa maquiadora não dê um jeitinho….e das suas lojas podem sair com a auto-estima mais elevada e ser o primeiro passo para a aceitação e mudança.

Claudia Grande do Projeto 60 anos e suas inspirações
5 (100%) 2 votes

Comentários

  • Ana, adorei a entrevista e as ideias para um setor +60 em suas lojas.
    Bjs.

    Por Graça Cadete 24 fev 18

  • Obrigada!! Beijos!

    Por Anasuil 07 mar 18

  • Compartilhar experiencias por forma a tornar o caminhar da idade mais alegre e suave

    Por Adelaide Lima 06 mar 18

  • Olá anasuil!
    Completo 70 anos no próximo mês, mas não me sinto vó. está idade .Me sinto aos 65.
    Realmente as mocinhas não entendem nada da gente.Por exemplo, maquiagem,nem pensar.Voce sai com cara de vedete dos anos 20.Cabelo, roupa então,uma tristeza.
    Necessitamos de pessoas da terceira idade que invistam em cursos e produtos.
    Um grande abraco

    Por Zenaide Marques de Lima 06 mar 18

  • Que demais!!! Somos fortes e com muita vaidade. Beijos

    Por Anasuil 07 mar 18

  • Cláudia é sábia, maravilhosa. Como devo as minhas mudanças ao projeto que ela criou.Deus a abençoe sempre.

    Por Maria do Carmo Oliveira de Paula. 06 mar 18

  • Nota mil pra todas essas coisas para terceira idade

    Por Liliosa 07 mar 18

DEIXE UM COMENTÁRIO

A Arte em frascos de Perfume
Anasuil Foto

Por vezes ouvi que sou muito criativa e visionária no universo da perfumaria, no qual tenho mais de 30 anos de experiência. Hoje, estou à frente da marca própria AnaSuil e continuo à frente das lojas Suil, Vent Vert e Calèche. Neste blog trago os temas de perfumes, casa, beleza, detalhes, lançamentos, clássicos e experiências. Tudo sob o olhar atento das mulheres 50 Bem +, um mundo do qual me orgulho por fazer parte. Espero ter você aqui comigo sempre!

Anasuil

São Paulo | Brazil