16 dez 19

Papai Noel existe? Sim, Virginia

Papai Noel existe? Sim, Virginia

Papai Noel existe? Eu acredito que sim. Por isso, já se tornou uma tradição repetir esse texto todo ano. São palavras lindas demais para serem esquecidas e enchem o Natal de magia! No fim do texto, uma surpresa para você.

Conta-se que Virginia O’Hanlon Douglas, filha de um médico de Nova York, escreveu para o jornal americano The Sun perguntando: “Papai Noel existe?”. O ano era 1897.

O Natal mágico de Anasuil

O jornal publicou a carta, mas incluiu a resposta da jornalista Francis Church. Ambas tornaram-se imediatamente famosas na imprensa mundial, e o The Sun reproduziu-as todos os anos, assim como faço aqui, até seu último número, em 1949. O texto virou livro e best-seller!

A seguir, a carta e a resposta que comoveram milhões de pessoas.

Papai Noel existe?

“Prezado Editor,

Tenho oito anos. Alguns de meus amiguinhos dizem que Papai Noel não existe. Papai sempre diz: ‘Se está no The Sun, é verdade’. Por favor, conte-me a verdade: Papai Noel existe?”

Papai Noel existe

A resposta 

“Virginia, seus amiguinhos estão errados. Foram contaminados pelo ceticismo de uma época cética. Só acreditam no que veem. Eles pensam que não pode existir nada que não seja compreensível por seus pequenos cérebros.

Todas as mentes, Virgínia, de adultos ou de crianças, são estreitas. Nesse nosso enorme universo, o intelecto do homem é como o de uma formiga, tanto comparado ao mundo enorme e infinito que está acima dele, quanto diante da inteligência capaz de alcançar toda a verdade e conhecimento.

Sim, Virgínia, Papai Noel existe. Ele existe tão certamente quanto a generosidade, o amor e a devoção – e você sabe que há tudo isso em abundância,dando à vida as mais elevadas alegrias e belezas.

Ah, como seria triste o mundo se não houvesse Papai Noel. Seria tão triste quanto se não houvessem as Virgínias. Não haveria, então, a fé infantil, a poesia e o espírito de aventura que torna a existência tolerável. Não teríamos prazer além dos sentidos. A luz eterna com a qual a infância inunda o mundo estaria extinta.

Não acreditar em Papai Noel seria o mesmo que não acreditar em fadas. Você poderia fazer seu pai contratar homens para viajar todas as chaminés e pegar Papai Noel de Natal. Mas mesmo se eles não virem Papai Noel descendo, o que isso provocaria? Ninguém vê Papai Noel, mas isso não quer dizer que Papai Noel não exista.

Alguma vez você já viu fadas dançando na grama? Naturalmente que não, mas isso não é uma prova de que elas não estejam lá. Ninguém pode conceber ou imaginar todas as maravilhas invisíveis e imperceptíveis do mundo. As coisas mais reais do mundo são aquelas que nem as crianças nem os adultos podem ver…

Você pode arrebentar em pedaços o guizo da boneca e ver o que faz o barulho lá dentro, mas há um véu cobrindo o mundo invisível que nem o homem mais forte, nem mesmo a força conjunta de todos os homens fortes que já vivera, poderia rasgar em pedaços, Virgínia.

Só a fé, a fantasia, a poesia, o amor, a ventura, podem abrir essa cortina, observar e descrever toda a beleza e a glória celestiais. Tudo isso é real? Ah, Virgínia, em todo este mundo não há nada mais real e duradouro.

Não existir Papai Noel?! Graças a Deus ele vive e viverá para sempre. Daqui a mil anos, Virgínia – não, dez vezes mil anos, ele continuará a fazer feliz o coração da infância.”

Publicado originalmente no The Sun.

Quem foi Virginia?

Virginia O’Hanlon Douglas criança

Laura Virginia, a menininha que encantou o mundo com sua inocente pergunta, nasceu em Nova York, em 1889 e faleceu na década de 70. Antes disso, no entanto, o jornal inúmeras vezes honrou a publicação do texto, atualizando quem era a moça em questão.

A história tornou-se cantata especial, tema de música e de seriado de TV. Ainda hoje Virginia inspira os quatro cantos do mundo, e faz parte da cultura americana.

Virginia O’Hanlon Douglas

Embora o Natal seja a segunda data mais importante para os americanos, perdendo para o Dia de Ação de Graças, o Thanksgiving, é um momento de reflexão e de magia. Por isso o conto permanece encantando gerações.

Feliz Natal!

Instagram @AnaSuil

Something is wrong.
Instagram token error.

DEIXE UM COMENTÁRIO

A Arte em frascos de Perfume
Anasuil Foto

Por vezes ouvi que sou muito criativa e visionária no universo da perfumaria, no qual tenho mais de 30 anos de experiência. Hoje, estou à frente da marca própria AnaSuil e continuo à frente das lojas Suil, Vent Vert e Calèche. Neste blog trago os temas de perfumes, casa, beleza, detalhes, lançamentos, clássicos e experiências. Tudo sob o olhar atento das mulheres 50 Bem +, um mundo do qual me orgulho por fazer parte. Espero ter você aqui comigo sempre!

Anasuil

São Paulo | Brazil